Meu filho não pode ser homosexual.

Olá pessoal...

Tudo bem com vocês?

Hoje vamos falar de uma coisa que me encomoda muito e deve encomodar muitas mães que tem filhos pequenos é quando alguém crítica que o filho (menino) brinque com brinquedos de menina... Já ouvi muitas pessoas dizerem que "a vai que meu filho brinca de boneca e acaba gostado e vira homosexual, a minha filha gosta de jogar bola e se veste como guri, não quero que ela vire homosexual"!

Eu não entendo pessoas assim, pessoas com um preconceito enorme, são apenas crianças, e dai se no futuro elas serem homosexuais, eu não deixaria de amar meu filho e nem amaria menos por causa disso!

A alguns dias atrás estava com alguns amigos e família reunidos, tinham meninas e meninos e estavam brincando entre si, quando meu filho pegou uma boneca para brincar... E rapidamente ele foi repreendido por pessoas mais velhas, e lhe falaram que boneca é coisa de menina, que coisas cor de rosa são só para meninas, no momento em que ouvi aquilo automaticamente falei que meu filho pode e deve brincar com o que ele quiser, ele é apenas uma criança tem vontade de brincar a todo momento, e quem disse que menino não pode usar rosa ou que não pode brincar de boneca ou de qualquer outro brinquedo que seja de "menina".

Quem disse que menina não pode usar azul ou brincar de carrinho, jogar futebol, brincar de bolinha de gude!

Mães aproveitem o tempo que seu filho é apenas uma criança, deixe ele brincar, não crie preconceito, Deus sabe das coisas, deixe seu filho ser feliz!

Se você tem preconceito ou se não tem e apenas tem medo do preconceito dos outros, pense bem antes de qualquer atitude pois o seu filho pode criar preconceito a partir das coisas que aprende em casa!

Espero que gostem do post de hoje, e que não critiquem e julguem suas crianças, ensinem o que é certo, dêem amor e carinho, são tudo o que eles precisam!

Beijos e até a próxima!

Sentar e apreciar a grama crescer!

Olá pessoal...

Tudo bem?

Hoje trago para vocês a quinta parte da história da Gabriela Becker (24), que a cada parte nos emociona mais!


Quinta parte: Sentar e apreciar a grama crescer!




Mal sabíamos mas os pais de uti sofrem de ansiedade constante.
Já dizia a chefe da da uti: ter um filho prematuro na uti é como sentar no jardim e apreciar a grana crescer.... 

Você não vê ela crescendo mas todo dia ela cresce um pouquinho.... E assim foi, não foi fácil, minha rotina mudou totalmente, e os desafios eram muitos. Meus dias se resumiam em uti casa, casa uti, nada a mais que isso... 

E isso não era nada perto da instabilidade dos nossos dias... Nada mais poderia ser tão terrível quanto aquela noite, mas a incerteza dos dias era angustiantes. E assim foi sendo, dias bons, dias ruins e dias que absolutamente nada acontecia... 

Uma hora estava lá e ele estava estável, dois minutinhos depois apitava tudo e algo acontecia do lado de dentro da incubadora, não tinha padrão é esse era meu medo, eu podia ir embora e qualquer coisa podia acontecer. Mas nunca perdi a fé, Deus estava sempre presente naquela sala... É tudo foi lento...




Os primeiros ml de leite que lhe eram dados no cateter, as primeiras manobras como a prona (deita-lo de bruços), o primeiro banho de paninho dentro da incubadora mesmo, o primeiro quilo, sim ele perdeu peso e regrediu pesou 940gramas, o tão primeiro colinho depois de 33 dias, inesquecíveis pra mim.... 





Tudo era uma conquista, qualquer grama a mais na balança, qualquer ml a mais na sonda, qualquer 5% a menos de O2 no respirador era uma vitória....

Foram quase 3 meses lá dentro e não teve um dia se quer que não fosse tenso... Foram 37 transfusões de sangue, uma hemorragia pulmonar grave, displasia pulmonar, pequenas hemorragias em órgãos como bexiga e estômago, anemia, fora todas as outras coisas que eram secundárias a estas....
Mas nada foi impossível para nós, para ele, a equipe da uti e principalmente para a nossa fé... 

O Lorenzo foi extubado depois de 57 dias, sonhava com este dia dês de que ele nasceu, aguentou e não precisou entubar novamente, ficou no CEPAP apena um dia, e usou sonda de O2 até nossa alta...

Nos últimos dias de internação mamou no meu peito, não sem antes aprender a sugar na mamadeira, foi uma grande luta, não tinha força e coordenação na sucção. 




Passamos por 4 leitos diferentes dês da sua chegada, conhecemos vários coleguinhas de uti e vimos muitos darem adeus de lá, era doído ver as mães felizes levando seus bebês embora, mas meu dia chegaria e ele chegou.... O Lorenzo nasceu dia 04/06/2015 e ganhamos nossa tão sonhado alta da uti no dia 19/08/2015 à noitinha, não íamos para casa, ganhamos alta para o quarto, mas eu estava tão feliz como quando ele nasceu.... 



Foi emocionante, lindo... Me despedir daquela equipe incrível, me despedia do que foi minha casa todos aqueles dias, me despedia do passado, era como se ele estivesse nascendo naquele dia, era como se eu realmente estivesse virando mãe na quele momento....





Essa foi a quinta parte, espero que gostem, beijos e até a próxima!


Meu pequeno grande milagre, vencendo a morte!

Olá pessoal!

Tudo bem?

Hoje trago a quarta parte da linda e emocionante história da Gabriela Becker (24), que esta me emocionando cada vez mais, ela é uma guerreira, forte como uma leoa!


Quarta parte: Meu pequeno grande milagre, vencendo a morte!



Com o coração cheio de alegria por poder ter chance de lutar pela vida desta vez, e com a ansiedade de conhecer logo meu pequeno grande homem, sai da observação e fui para o quarto com uma felicidade e esperança jamais sentida antes, assim que se abriu as portas do corredor o Maicon já me aguardava com uma cara iluminada, subimos para o quarto e a primeira coisa que lhe perguntei; Como ele está?! 
A pergunta que não cessava em minha mente... E com um sorriso misto de felicidade e tenção me explicou; - ele saiu do bloco super bem, passou por todos nós ali no corredor dentro da encubadora usando touquinha branca e respirando sozinho, desta vez estavam mais calmos e não sairão correndo gritando com a encubadora pelos corredores, ele é lindo! 

Tive que esperar umas 2hs depois que ele entrou na uti até a médica me chamar, ela explicou que o Lorenzo havia chegado bem, mas logo se cansou e precisaram entuba-lo, que o caso era complicado, um prematuro de baixo peso e que não podiam dizer muito, teríamos que aguardar pelo menos 48hs.... 

As duas vovós puderam conhecê-lo.... Embora a médica tivesse passado um ar de tenção e incerteza, eu sorri e fiquei imensamente mais feliz. 
Pra mim só o fato dele estar ali vivo já era o suficiente para ter fé e esperança pela vida... 

O Maicon tambem havia tirado fotos para eu poder conhecê-lo, eu ainda não conseguia levantar, sai da observação era umas 18hs mas ele só tinha me liberado para ver meu bebê as 2hs da manhã (não entendi porque me liberou de madrugada) pelas fotos ele parecia grande... A cada 1h eu pedia para o Maicon subir e ver como ele estava e já tirar mais fotos para eu ver rsrs... 





Dormi e me acordei só pela manhã, quando acordei engoli o café da manhã na cama mesmo e pedi ajuda para o Maicon me levantar, eu queria tomar banho e voar pro andar de cima... Assim eu fiz, tomei um super banho, coloquei um vestido bonito e me maquiei, usei um batom roxo alegre, e sai de pantufinhas rosa pelos corredores do hospital a caminho da uti, ganhei elogios pela elegância e pelo sorriso que explodia na minha cara.. Na chegada dei de cara com a porta, minha primeira frustração é medo, tínhamos que aguardar pois estavam em procedimento....
Aí meu deus procedimento em quem?! Já me bateu um medo, eu mal sabia que ao final de tudo iria lidar com essas funções e regras da forma mais natural possível, eu não sabia, mas a vida havia de me ensinar...... 
Esperamos um bom tempo, até que pude entrar... Minha mãos estavam suando... O Maicon abriu a porta, a primeira porta, dava para uma salinha com pias e armários, ele me falou as regras para poder ver nosso filho; amor sempre lavar as mãos com sabão antes de entrar e deixar os pertences em um dos armários... Abriu a segunda porta, e aí conheci a tença sala de uma uti... 
Coloquei um jaleco de mangas compridas e que tampavam até abaixo dos joelhos, quando olhei à frente um corredor de encubadoras, uma ao lado da outra, algumas tinhas luzes azuis, muitos bipes barulhos, alarmes.... Todo mundo olhou; a mais nova mamãe vem aí toda maquiada...rsrs... 

O Maicon me levou até a encubadora do Lorenzo, era a primeira bem à frente da mesa das enfermeiras, ela estava com uma luz azul, duas na verdade, a encubadora estava toda soada, não conseguia ver nada la dentro, fui me aproximando e parei um passo atrás: - meu Deus como ele é pequeno. 
Foi a primeira coisa que saiu da minha boca. Eu nunca havia visto nada igual, tão pequeno tão frágil tão perfeito... Ao meio de todo o embaçado vi aquele ser tão ingênuo nem sabia que se passava, tinha tantos fios, tantos acessos, respirava forçado eu ouvia o barulho do respirador forçando a entrada de ar naqueles pequenos pulmões... Nascia em mim o tal amor que tanto me falavam... Foram dias cruéis, mas os mais felizes de minha vida, cada dia que se passava ele fazia pequenos progressos, melhorava um pinguinho por dia...mas a vida queria me ensinar mais... 

Era dia 11 de junho passados exatos 7 dias de sua chegada, era uma quinta feira, como de costume eu passava o dia lá ao lado daquela encubadora sentada em uma cadeira de plástico olhando o seu lento, muito lento, crescimento... 
A noite voltava para lá acompanhando o Maicon, o pai tambem ia espia-lo todos os dias. Conversamos com ele, acariciamos sua pequena mão e pés, e por volta das 22:30 nos despedimos. 
Posso dizer que foi a primeira noite que fui deitar mais tranquila......  

No meio da noite meu pai abre a porta do quarto só de cueca todo descabelado era 2:30h da manhã, e sem nem me deixar abrir os olhos direito me dá a notícia: -Gabi o hospital ligou e pediu para vocês irem pra lá.... Meu peito apertou eu pulei da cama vesti primeira roupa, saímos às pressas, e no caminho meu único pedido a Deus era que ele estivesse vivo, não podia me abandonar, não outra vez.... Fomos em silêncio até lá voamos estrada a dentro, todos tínhamos medo de mencionar a pior hipótese.. Mal estacionou o carro eu pulei e sai correndo, subimos os 3 lances de escadas em segundos e apertei o interfone da uti:- é a mãe do Lorenzo.... Pediram pra aguardar... 

Olhei para o alto da parede onde haviam pendurado um santo, e com mão na cabeça pedi pela vida..... A médica abriu a porta da salinha das pias e chamou eu e o Maicon... -olha não tenho uma noticia boa, por volta da meia noite o Lorenzo desaturou e quando foram aspirar ele começou a sair muito sangue, ele está tendo uma hemorragia nos pulmões, e não estamos conseguindo fazer parar, só agora quando vocês chegaram parece que ela cessou, mas ele perdeu muito sangue e não consegue mais voltar para o respirador, estamos bombeando manualmente e mesmo assim está com o mínimo de sobrevivência... 
Estamos fazendo de tudo, preciso ir lá qualquer coisa volto para dar mais informações....  

Obrigado Deus mais uma vez por ele ainda estar vivo... Mas meu coração tomado de medo começa a chorar e transborda nos meus olhos, não conseguia mais ser forte, sentei nas cadeiras e curvada com as mãos na cabeça comecei a suplicar, a implorar a Deus pela vida do Lorenzo... 
Era um entra e sai de aparelhos, a médica tentou por 3x trocar o respirador para ver se conseguia voltar mas todos os esforços foram em vão. Conforme as horas passavam as coisas pareciam mais difíceis ... 
Eu e o Maicon estávamos ali abraçados nos apoiando e tentando ouvir o que se passava lá dentro... 
A médica voltou estava toda descabelada com o jaleco arremangado e com os olhos cansados, frustrados, dava para ver... Ela pediu se tínhamos fé, e nos mandou rezar....pediu se queríamos ver ele... Acho que foi uma tentativa de vida fora dos livros, acho que ela queria que ele sentisse nossa presença e se esforçasse para viver, como um último apelo... E claro, nós entramos... 

Nunca vou esquecer o que meus olhos viram.... Eu entrei na frente e vi toda equipe em volta, tença, desgastada... Enxerguei a encubadora aberta e do lado sentada em um banquinho estava a enfermeira bombeando ar, bobeando vida para ele.... Me aproximei e ele estava da cor das paredes, sua boca roxa manchada de sangue, tinha sangue por vários lugares... Estava de toquinha branca como quando nasceu a primeira vez, tinha luvas com água quente ao seu redor é um cobertor... 
Eu encostei e ele ainda estava quentinho, sua face tinha um ar de dor e meu coração não aguentou, eu desabei e me debrucei sobre a encubadora - filho por favor reage, a mãe tá aqui meu amor, não me deixa..... 
Logo tivemos que sair e eu me dei conta do que se passava lá dentro, eu o vi mas parecia estar sem vida.... Me debrucei sobre as pias na outra sala implorei por um milagre..... Em meia a tantas conversas escutamos uma lá dentro que nos tocou o coração, ela saiu da boca da médica plantonista... Ela disse;- já estou a tanto tempo aqui, não vou desistir agora!..... 
Isso marcou aquela noite, foi o segundo anjo em nossas vidas.... Por volta das 5:45 da manha ela saiu novamente pela porta com um sorriso exausto e nos mencionou o milagre... 

Conseguimos colocá-lo novamente no respirador, ele aceitou.... Meu pai deu um pulo de felicidade e todos se abraçamos... Deus nunca esqueceu da nossa conversa....

Acaba por aqui a quarta parte dessa história que esta muito linda, semana que vem tem mais!

Espero que estejam gostando e se emocionando como eu, beijos e até a próxima!

Tsu, a rede social que paga você!

Olá pessoal...

Tudo bem?

Vocês ja viram a novidade que ta rolando por ai, o facebook tem um novo concorrente, a nova rede social Tsu, que paga você pelo seu conteúdo! Imagina usar uma rede social e ainda lucrar com ela!

Qual a diferença de uso entre Tsu e Facebook?De acordo com a descrição nas perguntas mais frequentes da rede social, usar o Tsu "não tem quase nada de diferente do que você já faz em outras plataformas hoje". É possível  compartilhar fotos, vídeos e outros tipos de conteúdo para seus amigos e seguidores. Como no Facebook, existe uma timiline e a possibilidade de definir com quem você deseja compartilhar: amigos, amigos de amigos, público geral.

Quanto da renda vai para os usuários?
Segundo o site, eles dão 90% do que é arrecadado com anúncios para os usuários. Em troca, o Tsu pede que o conteúdo criado seja publicado primeiro por lá. Quem indica novos cadastrados também tem direito a recompensas.


Quanto paga o Tsu?
Existe uma fórmula "secreta" e com muitas variáveis. Dos U$ 100 de receita, US$ 90 são divididos pelos usuários. Se quatro deles compartilham o conteúdo, a divisão fica assim: o criador do conteúdo original recebe 50% dos restantes US$ 90. O primeiro usuário a compartilhar obtém 33,3%. Quem compartilha em segundo grau recebe 11,1%. Neste caso, US $ 9,99. O compartilhamento em terceiro grau gera 3,70%.
Como os usuários são pagos?
Os usuários podem transferir os fundos para o "banco" de seus amigos, para a caridade ou para outros membros do Tsu. Eles só têm direito a receber um cheque com o valor do que arrecadaram quando batem a marca de US$ 100.

Para participar dessa nova rede social você precisa de convite, vou deixar aqui em baixo o link pra quem quiser!

Clique aqui: Convite para o Tsu

Espero que vocês gostem, Beijos e até a próxima!








Lutar para vencer! Minha nada mole gestação!

Olá pessoal...

Tudo bem?

Hoje trago pra vocês a terceira parte da linda história da Gabriela Becker (24), e desta vez me emocionei muito, mais muito mais por imaginar a felicidade dela! Leiam para entender!



Terceira parte: Lutar para vencer! Minha nada mole gestação!


A vida voltou a sorrir pra mim, mas meus desafios só começavam. 
Eu fiquei extasiada, mas nem todos ficaram como eu, minha família se assustou e eu não recebi sorrisos logo de primeira. Era tudo muito recente, apenas 2 meses se passará desde o falecimento do meu anjo, alguns me chamaram de louca e outros de corajosa, entendam como quiser mas meu coração é quem sabe de mim....

Fui à luta: procurei um dos melhores médicos que já conheci ou que já se houve falar, ele é meu anjo aqui na terra, suas mãos e sabedoria, guisados por Deus para nos cuidar, meu anjo aqui se chama Dr. Nander Xavier ( eu mal sabia os outros vários anjos que iriam nos amparar) mas nenhum como ele. 
Tenho que dizer que sem ele minha luta teria outro fim, que ele é excepcional como profissional e como pessoa, ele é o tipo de médico que você não gosta na primeira consulta pois é o oposto de muitos, mas você o ama depois da segunda consulta. Ele ainda não era meu médico.... 

Fui a médica que cuidou de mim quando fiquei internada do Benjamim, ela me decepcionou, cheguei lá feliz e contei minha segunda gravidez, ela olhou pra mim e disse: como isso foi acontecer?! Não pode, é muito cedo, muito perigoso... 
Começou a dizer coisas que me desmotivaram a lutar contra minha doença, me fez perder o entusiasmo e ela ainda me deixou com medo. Ela pediu para fazer uma eco e lá fui eu. Eu fiz minhas ultimas ecos do Lorenzo todas numa clínica magnífica com profissionais extraordinários o Dr. Celso da clínica imagem foi meu escolhido para me acompanhar já que havia feio um trabalho mais que humano na minha internação do Benjamim, sempre foi aberto comigo e acima de tudo humano.

Deitei para ver pela primeira vez meu bebê Lorenzo, e logo de cara ele me disse que não tinha uma notícia muito boa, o saco gestacional não estava crescendo tanto quanto o embrião.... Mas só de ouvir o seu coração esqueci o que havia me dito e pensei em ser só mais um obstáculo para me deixar mais forte, eu nunca esqueci da minha conversa com Deus....
Fui a consulta levar a ecografia, nessa altura eu já tomava henoxoparina, me aplicava versa de 40mg, chegando lá a médica olhou viu o laudo e me disse que não poderíamos fazer nada que deveríamos esperar para ver se o saco voltava a se desenvolver normalmente, não engoli o que ela me falou, já estava calejada da minha perda, desta vez eu não ia me acomodar com qualquer tratamento ou prognóstico. Fui atrás do Dr. Nander, cheguei lá ansiosa, primeiro lhe contei minha história até ali, minha perda, minhas doenças tudo e por final lhe mostrei a eco. Eu já estava com uma cara de triste esperando uma reação semelhante à da outra médica, mas ele me olhou e disse: Meus parabéns, você terá seu filho nos braços.
Mas doutor e minha cesária recente? Minhas doenças? É essa eco que já está com problemas?.... 
Sua cesária não é nem um problema, suas doenças tem tratamento e essa eco está boa... Meu deus ele é louco será?! Rsrsrs me falou tudo com tanta firmeza e confiança que eu pensei; por que não?! Por que não vou dar ouvidos se ele só me apoiou, se ele só me estimulou e me deus saídas... Ele vai ser meu médico... (Foi a melhor escolha da minha vida) logo me deu um outro tratamento e disse para eu dobrar minhas injeções e repetir a eco na semana seguinte que tudo se resolveria. Fiquei meia desconfiada de tanta confiança mas assim o fiz... 

Pasmem, na minha eco da semana seguinte TUDO NORMAL... Ali eu entendi a diferença de um médico para um Ótimo Médico... Meus desafios só estação começando... Eu tinha eco toda semana, exames toda semana e consulta uma semana sim outra não, tudo para acompanhar bem de pertinho. Fiz acompanhamento com meu obstetra, minha hematologista e reumatologista. A cada eco uma coisa diferente para vencer, a cada consulta um novo desafio um novo tratamento e as sábias palavras do meu médico... Ele sempre me disse: Não vai ser fácil, mas você vai ter teu filho.... Sempre tive medo não vou negar, mas minha felicidade era muito maior, meu amor crescia e em mim brotava coragem...  




Quantas noites sentei em minha cama e pensava em chorar ou reclamar de aplicar as injeções, era tão dolorosas, eu ficava com cada vez mais caroços e roxos em minha barriga, eram duas todas as noites, mas era a sobrevivência... A primeira era pela minha coragem e a segunda pela vida do meu filho.... As semanas foram passando as doses foram aumentando as consultas iam ficando mais seguidas, passei a fazer 2 ecos por semana e a luta seguia... 



Mais um menino, ou será MEU MENINO?! Descobri que meu mundo ia ficar azul pela segunda vez, e lembrei o que o médium havia me falado... Isso só me deixou mais forte...





Fui sentindo suas mexidas e a cada novidade eu me emocionava, nos dois estávamos sendo fortes para poder nos encontrar... A cada consulta meu anjo na terra bolava uma nova estratégia para driblar essas doenças malditas, eu já estava tomando remédio para a trombofilia e agora para controlar a pressão; maldita pré eclampsia... 

Planejei meu chá de fraldas com antecedência, iria fazer com 28 semanas, planejei com muito amor não tive tempo da última vez...



Na semana que antecedia meu chá tive complicações mais graves, havíamos segurado todas estas semanas com quase tudo que a medicina nos oferecia, mas minhas artérias estavam com pressões perigosas e o Lorenzo desacelerou seu crescimento, estava com 28 semanas e pesava 900 gramas... Mas vamos lá.. O Dr. Nander nunca decidiu nada sozinho sobre mim e o Lorenzo, e desta vez não haverá de ser diferente, ele disse que tínhamos uma última carta na manga para tentar segurar mais um pouquinho, isso não tinha nos livros de medicina e havia funcionado com uma de suas pacientes com problemas semelhantes, mas era muito perigoso, eu deveria tomar de 3 a 5 aas diários junto com toda a medicação que já tomava para "afinar" meu sangue, que nós dois deveríamos decidir se apostávamos nisso ou aguardávamos um pouco mais, eu pedi o que ele achava e ele me disse que achava que eu deveria tomar é assim eu fiz, pois confio minha vida a ele... Eu que já estava de repouso minha gestação toda, deveria me cuida ao máximo ainda mais agora, qualquer tombo ou corte podia botar tudo a perder. 
Nesta última semana fiz 10 ampolas de corticóide, prevíamos a sua chegada para antes do que imaginávamos... O Aas (remédio para afinar o sangue) estava ajudando e eu fiz meu chá no sábado seguinte, foi mágico é lindo... Na segunda fiz uma nova eco e decidimos internar na terça de manhã para fazer eco todos os dias e map (exame que controla os batimentos) também...

Na eco do dia 04/06 numa quinta feira, era feriado de Corpus Christi meu bebe centralizou, começou a entrar em sofrimento eu fiquei bem nervosa e fiquei no quarto logo depois... Perto do meio dia ele chegou para falar comigo e disse sorrindo e com brilho nos olhos: Vamos conhecer esse guerreiro hoje?!



Eu fiz um sorriso nervoso e claro rebati com entusiasmo VAMOS.... Novamente foi corrido... Ele iria fazer na primeira hora que o bloco tivesse horário... Quase nem deu tempo outra vez para minha família e o Maicon chegar... Eu tava suando frio (aliás só de escrever aqui pra vocês eu estou com as mãos e pés gelados, reviver tudo de novo)....
Todo mundo no hospital estava anscioso, já conheciam toda minha trajetória... Na salinha que antecede o bloco Maicon estava comigo mas novamente não poderia me acompanhar, era um parto de risco, mas desta vez eu estava confiante e disse a ele que daria tudo certo eu sentia felicidade em mim e não medo...
E lá fui eu, caminhando para o bloco, me deitei e logo veio aquele anestesista incrível que me acompanhou da outra vez... Meu médico chegou e me tranquilizou...
Aí Deus por favor lembre da nossa conversa, proteja meu bebê e nos ilumine agora.... Ele olhou e disse vai nascer agora...
Alguns segundos silenciosos é um chorinho.... Meu deus muito obrigado.... Todos estavam focados mas desta vez parecia diferente o clima tava outro... Novamente eu chorei, mas desta vez não era medo... Era felicidade... E como da outra vez o anestesista puxou um pouco o pano para eu poder espiar e eu o vi, com uma roupinha branca enroladinho em um casulo de toalhas claras, era um anjo lindo...
O leveram embora e eu fiquei mais tranquila e continuei rezando... Na sala de observação eu tentava ansiosamente poder levantar meus pés e pernas para poder ser liberada, 
Queria ter notícias, e desta vez o Maicon não entrou lá, era um bom sinal.... Consegui mexer minhas pernas, aleluia... 
Na saída da observação me deram um par de sapatinhos brancos, obrigada Deus, meu bebê está vivo!...




E a terceira parte chega ao fim, mais ainda tem mais, continuem acompanhando!

Espero que estejam gostando... beijos e até a próxima!

Minha séria conversa com Deus!

Olá pessoal...

Tudo bem?


Hoje trago a segunda parte sobre a linda história da Gabriela Becker (24), Espero que gostem!


Segunda parte: Minha séria conversa com Deus!



Meus dias não estavam sendo dos melhores, perdi a graça de tudo na vida, fiquei revoltada pela injustiça e por que deus não havia de me ouvir quando mais pedi....
Mas aquela voz do espírita soava volta e meia nos meus ouvido: ele voltará..... E as coisas estavam cada vez mais difíceis... Com os pontos, com os seios vazando leite, com as roupinhas à vista, e sem o Benjamim...
Voltei a trabalhar mesmo com os pontos, para ver se desopilava... O apartamento virou de lar á prisão; era um inferno, um martilho voltar pra casa e ver o quarto dele fechado... 
Eu entrava lá sempre, pra poder ver as coisinhas, talvez me sentisse melhor... O clima ficou tão triste e insuportável que quando vi, estava sozinha novamente no apartamento; eu e a miucha e a gorda... 
O Maicon não suportou tudo e acabamos nos afastando.... Se eu já era difícil antes, imagina agora... 

Numa das vezes que fui ao cemitério, sim pois eu ia muito seguido, me sentei no cantinho do túmulo só eu e mais ninguém, e me desabei de tristeza, não achava justo ter de ir ver meu filho no cemitério... Olhei pro céu (que por sinal é lindo de lá, ele está enterrado em santa clara junto com meus avós) e com a cara encharcada de choro disse a Deus: Deus, por favor, se eu tiver que perder mais um filho que você me torne infértil.....
Preferia nunca mais poder engravidar do que passar por tudo outra vez... 


Nessa altura, já sabia o que tinha me acometido para sofrer essa fatalidade. Meu diagnóstico foi péssimo; trombofilia e pré eclampsia com o hellp, mas bjs trombofilia era genética, uma falha na proteína S, a pré eclampsia uma arte do destino, e a hellp veio porque sem diagnóstico nunca fiz tratamento e o principal: com péssimos profissionais me acompanhando tudo isso virou em um desastre e consequentemente na perda do Benjamim... 

Me ocupei no trabalho e a vida foi seguindo, minha família foi meu alicerce, um dia minha mãe decidiu que era melhor eu encaixotar todas as coisinhas do Benjamim que estavam no quarto, e por mais que isso me doesse por que era realmente o fim, ele não voltará mais, eu o fiz... 

Marcamos uma noite lá no Ap, eu a mãe, minhas duas irmãs e o Maicon também estava presente e começamos a encaixotar tudo... Com capricho guardei todas pecinhas de roupa em sacolinhas, depois envoltas em TNT para não amarelar e por fim nas caixas, só eu sei o quanto doeu...
Volta e meia quando chegava da loja umas 10:30 da noite, me sentava no chão do quarto abria todas as caixas, e depois guardava tudo novamente... Fiz isso muitas vezes... 

Os dias foram passando, eu e o Maicon nos encontrávamos às vezes mas estávamos longe um do outro. Eu não me desanimei em tentar outra vez, eu queria outro filho, virou meu sonho... Eu não podia tomar nada de hormônios por causa da trombofilia, mas desacreditava em uma gravidez logo pois a trombofilia pode dificultar muito as chances... 

Eu e o Maicon não estávamos perto um do outro o suficiente. Aconteceu muitas coisas nesse tempo curto, muitas coisas decepcionantes pra mim... nossa vida de casal se deteriorou... Mas eu ainda estava apaixonada e às vezes a gente matava a saudade... 

E eu não me preocupei se engravidaria tão rapidamente, pelo contrário eu queria, mas talvez não tão logo...Eu comecei a enxergar a vida novamente com graça, e fui fazendo as pazes com Deus, fui buscando forças no espiritismo e voltando a viver.

Passou-se o primeiro mês depois da morte do Benjamim... E novembro voou... Um dia me senti um pouco tontinha na loja e sentir cólicas, eu só tinha menstruado uma vez depois da cesária, mas tava um pouco diferente....
Fiz as contas e como nunca fui de cuidar essas coisas por que não menstruava não sabia ao certo se faltava dois dias pra menstruar ou se estava atrasada por dois dias....

Meu deus, uma amiga que estava comigo na loja ficou emocionada ao dizer que podia..... Eu sentei e dei uma respirada...fiquei toda arrepiada...Ela mesmo comprou o exame de farmácia mais simples e me trouxe na loja... Fui no banheiro e foram os 2min mais longos que já esperei kkkk, meu Deus será que tá certo isso?! Deu um risco bem forte e o outro mal se pode enxergar... Voltei na loja e ela tambem ficou na dúvida; só tem um jeito de descobrir (até por que se fosse mesmo era super sério, tinha que iniciar um tratamento rigoroso em seguida e ainda havia uma cesária de apenas dois meses).


Sim custo acreditar que era coincidência, mas sabe que dia era aquele?! Dia 09/12/2014 aniversário de 2 meses de falecimento do nosso anjinho....
Em fim, fui no laboratório e fiz o exame de sangue, esperei 30 minutinhos suados até sair o resultado. COMPATÍVEL COM GRAVIDEZ.. Meu mundo se encheu de graça e vida novamente e logo me lembrei da conversa que tive com Deus....




Essa foi a segunda parte dessa história linda, estou me emocionando cada vez mais!


Espero que estejam gostando e que continuem acompanhando!

Beijos e até a próxima!

Presentes de Natal para homens!

Olá pessoal...

Tudo bem?

Huum o natal esta chegando e com ele vem as festas de final de ano e amigo oculto, muita gente fica em duvida do que dar de presente para um homem, afinal eles são tão previsíveis, gostam de qualquer coisa, afinal os homens não tem tantas opções como as mulheres!

Mais hoje vou dar dicas de presentes masculinos e aposto que eles vão amar!


                                             Perfume Malbec Noir de O Boticário  


Misteriosamente sedutor
Combinando notas e acordes que criam uma fragrância misteriosa e sofisticada,Malbec Noir Des. Colônia foi feito para o homem moderno, que sabe apreciar o que a vida oferece de melhor e envolve a todos com seu jeito enigmático.
Malbec Noir possui um acorde exclusivo de uva Pinot Noir, sendo marcante e único. Sua fragrância amadeirada com um fundo especiado deixa um intrigante rastro masculino, que seduz e conquista.
FAMÍLIA OLFATIVA: Amadeirada Especiada

                                                   Carteira Colcci Porta Cartão Removível
                                                  
A Carteira Colcci Porta Cartão Removível caramelo possui baixo relevo da marca, interior com oito compartimentos e um porta cartão removível.
                            
                                                          Sapatênis Polo da  Hpc Branco

O Sapatênis Polo HPC branco é confeccionado em material sintético com designe iate. Apresenta bico redondo e fecho em cadarço. Conta com interior têxtil e palmilha macia, solado em borracha.


Camisa Gola Polo manga curta



Camisa gola polo manga curta, desenvolvida em malha de algodão. Gola, detalhe do bolso e mangas listrado.


Egeo Espuma de barbear de O Boticário


fórmula da Espuma de Barbear é rica em propriedades emolientes e umectantes e resulta em uma espuma cremosa que permite o deslizar suave da lâmina, garantindo um barbear fácil e seguro. Além disso, a espuma mantém a pele hidratada e evita as irritações comuns do pós-barba.


Espero que as dicas que dei ajudem você a escolher o presente certo!

Beijos e até a próxima!








Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger